quarta-feira, 6 de julho de 2016

A Família Lucena - Surge Um Novo Grupo Político



José Pedro de Araújo

Foto extraída do blog do A. Jardim
A família Lucena é chefiada por Lindomar Lucena de Lima, um caxiense que chegou a Presidente Dutra na companhia dos pais, Vitoriano Lucena e Joana Lucena de Lima e de um numeroso grupo de irmãos. Em terras presidutrense logo descobriu a sua aptidão para a política, elegendo-se vereador no pleito de 1972, e na eleição seguinte, foi eleito para o cargo de prefeito municipal, apoiado pelo grupo político liderado por Valeriano Américo, e tendo como vice-prefeito Edwirges Carlos Soares, também um ex-vereador. conseguiu uma ascensão meteórica e admirável, pois não veio de nenhuma das famílias de políticos locais, mas fez o seu próprio nome em meio às raposas que dominavam o cenário desde os primórdios do Curador. Só precisou do primeiro empurrão, entretanto, e logo começou a andar com as suas próprias pernas, com competência e grande facilidade para a conversa reservada, convincente.  
          Eleito pela Arena, Lindomar teve como adversário José Pereira de Melo, o Zeca Doca, candidato de oposição apoiado pelo grupo remanescente do falecido Honorato Gomes de Gouvêia. Zeca Doca representava a extensa região de São José dos Brasílios e Lago Grande, e já havia também, como o seu adversário, exercido o cargo de vereador.
          Concorreu também nesse pleito, o ex-vereador Paulo Gonçalves de Sá, que receberia votação insignificante, ficando na última posição entre os três candidatos, devido aos problemas relacionados com a morte de um dos seus adversários.
          Lindomar Lucena tomou posse sob um clima de grande insegurança, pois a população ainda não havia se recuperado do choque recebido em decorrência da prematura morte de Olavo Sampaio, abatido em plena campanha e às vésperas do pleito, distante a pouco menos de um mês. Durante o seu mandato ainda ocorreriam dois assassinatos políticos, tudo ainda relacionado às violentas disputas travadas no passado. Nesses sangrentos episódios, faleceram os vereadores Mauro Elidônio Pereira, mais conhecido pelo epíteto de Santo Belo, e José Rosa Neto, ambos tombados por balas assassinas disparadas por pistoleiros de aluguel. Santo Belo era dado como o provável candidato da oposição e vinha com amplas chances de vitória. E as duas vítimas, tinham em comum o fato de pertencerem à mesma região, o Crioli do Joviniano. Nesse povoado eles disputavam com ardor, um a um, os votos dos eleitores. Deste modo, os investigadores concluíram que os dois crimes estavam associados um com o outro. O município passava, mais uma vez, por um período de crescente intranquilidade, e tudo isso concorria para aumentar a fama da região, assentando-lhe a pecha de extremamente violenta.
          Apesar disto, Lindomar Lucena conseguiu desempenhar uma administração de relativo sucesso, voltada para as camadas mais pobres da população. Ganhou projeção junto a este esquecido segmento social, e um dos programas que lhe conferiu grande popularidade foi a distribuição de lotes urbanos na periferia da cidade. Assim, abriu novas ruas, urbanizou-as, e saiu da prefeitura com a fama de ter realizado muitas ações na periferia do município e nas povoações ao seu redor.
          Com a adoção de uma política pública voltada aos mais carentes, Lindomar haveria de formar sua própria ala política, o que o fez seguir mais tarde o seu próprio caminho, separando-se do grupo que o havia lançado. Nas eleições de 1996, por exemplo, já descolado do seu mentor político, Valeriano Américo, concorreu ao cargo de prefeito municipal contra Remy Soares, que tinha Eleusina Oliveira, esposa de Valeriano, como candidata a vice-prefeita. Concorria também ao cargo de prefeito nesse pleito, com o apoio do prefeito Jurandyr Carvalho, o médico Joaquim Nunes Figueiredo. A separação de Lindomar Lucena do grupo de Valeriano dificultou a sua eleição, ficando ele em segundo lugar naquele pleito, mas atrás apenas do candidato eleito, Remy Soares.
          O fundador do clã político dos Lucena de Lima ainda se elegeria para o cargo de vice-prefeito do município de Presidente Dutra, por duas vezes, a última vez para o quadriênio 2005/2008, na coligação que elegeu Irene Soares, viúva de Remy. Fixara, definitivamente, o nome da família no segmento político local, tendo participado de todos os pleitos desde então, com candidatos a vereador, às vezes mais de um.

Foto acervo do TSE
          Um dos seus herdeiros políticos é o atual vereador Itamar Lucena Lima, seu filho, eleito em sucessivos mandatos, desde a 10ª legislatura, para a câmara municipal. Itamar é um caso de longevidade política que atesta a familiaridade da família Lucena com as eleições, pois, além da 10ª legislatura, sua primeira eleição, ainda se elegeria para a 11ª, 12ª, 13ª, 15ª, e para a atual legislatura, a 16ª. Apenas na 14ª, devido à acirrada competição familiar, uma das vezes em que a família lançou mais de um candidato a vereador, ele não lograria um resultado favorável, ficando como suplente. Nas eleições seguintes, mesmo com a concorrência dentro da família ainda, voltou a se eleger para o cargo de vereador.

Foto Acervo do TSE
Quanto a José Lucena Lima, filho de um irmão de Lindomar, foi eleito vereador por três mandatos, ficando como suplente em outros dois. E elegeu-se, concomitantemente com Itamar, para as 10ª, 11ª e 13ª legislaturas, numa demonstração do poderio eleitoral da família. Também na 14ª legislatura, a família Lucena Lima apresentaria mais de um candidato, lançando Luís Lucena Lima, irmão de José Lucena e sobrinho de Lindomar, para concorrer a um cargo na câmara municipal de Presidente Dutra, em substituição ao irmão.
Lindomar Lucena é um caso de político matreiro, quieto, sem um discurso forte, mas que faz bom uso do jogo de bastidores e a costura de alianças políticas que possam lhe render bons resultados nas urnas. Por outro lado, é um cidadão simples, caseiro, pouco dado aos encontros sociais, e que costuma destinar parte do seu dia a receber seus prováveis eleitores para um dedo de prosa. E assim vai costurado e arrematando a sua carreira política, e a dos parentes, a poucos passos da casa do seu mentor, Valeriano.
          Nos dias atuais, contar com a adesão da família Lucena é motivo para grande comemoração. Como na campanha para as eleições deste ano, que ainda nem começou, mas uma das alas em disputa já comemorou com foguetório o fato de ter arrastado praticamente toda a família Lucena para o seu lado.
Foto do perfil no Facebook
          Um novo membro da família Lucena lança voo solo na política nos dias atuais. É Ricardo Lucena, sobrinho de Lindomar, mas que preferiu seguir em raia própria na política municipal. Pelas mãos de uma irmã, ainda em São Luís, passou a militar no PCdoB, quando Flávio Dino ensaiava seus primeiros passos como candidato a Deputado Federal. Retornou a Presidente Dutra em 2012 e passou a organizar o partido na região, com vistas à eleição para governador dois anos depois. E nesse primeiro ano do seu retorno, em sua primeira experiência, buscou uma cadeira para o cargo de vereador, ficando na primeira suplência na sua coligação. Concorria com os outros dois primos, Itamar Lucena e José Lucena. 
          Até poucos dias atrás, Ricardo ocupava o cargo de Superintendente Regional de Articulação Política em Presidente Dutra, do qual se desincompatibilizou recentemente. Ricardo Lucena tem feito um trabalho incansável ao lado do governador do Estado, Flávio Dino, para trazer importantes obras para o município e região, atraindo para si muitos holofotes, papel que faz com bastante eficiência. Preside atualmente o diretório do PCdoB municipal, partido do governador Dino e, pelo que se observa, tem pretensões políticas que extrapolam ao âmbito do território de Presidente Dutra. E, acredito, não descarta também uma possível candidatura ao cargo maior no município, caso o grupo de partidos de oposição do qual participa, não chegue a uma candidatura de consenso. Pelo pouco que conversei com ele, e no que pese transitar em caminho próprio, distanciado mais agora da ala comandada por Lindomar, vi que carrega em si o DNA político dos Lucena, especialmente no tocante ao jeito e ao prazer de fazer política. Ricardo Lucena tem formação superior em Sistema de Informação. É uma das novas lideranças do município, com boa formação e ótimo tirocínio em estratégia política. Ainda deveremos ouvir falar muito sobre ele.
  

3 comentários:

  1. Muito bom saber que a trajetória politica do Sr Lindomar,que por sinal é meu pai,foi marcada por um tdabalho social voltado para os mais esquecidos,e que sua administraçao enquanto prefeito foi bem sucedida,apesar do clima de insegurança por conta dos assassinatos.������. Obrigada pela postagem.Leninha Lucena

    ResponderExcluir
  2. Sucesso para a nova geraçao:Itamar,Ricardo e Lucena

    ResponderExcluir
  3. Sucesso para a nova geraçao:Itamar,Ricardo e Lucena

    ResponderExcluir